Estrela | Programa de Gestão do Governo do Estado auxilia produtor de leite de Estrela a se manter na atividade
08/02/2018

A crise no setor leiteiro – provocada por, entre outros, a queda do preço pago ao produtor, do volume de leite exportado pelo Brasil e pela importação do leite do Uruguai – parece longe de acabar.

 

              Somente no Vale do Taquari, mais de mil agricultores pararam de produzir leite desde 2015, o equivalente a 15% do total de produtores da região. Ainda assim, agricultores como Éder Machado da Silva, da localidade de Linha Porongos, em Estrela, ignoram o cenário desolador e investem na atividade, apostando na persistência como forma de se manter no negócio.

 

              Apoiado pelo Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, operacionalizado pela Emater/RS-Ascar por meio de convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Rural Pesca e Cooperativismo (SDR) do Governo do Estado, Silva tem conseguido equilibrar as finanças, na atividade que desenvolve desde o começo de 2017. De lá para cá, com recursos próprios, ampliou o rebanho – hoje são nove vacas em lactação, produzindo cerca de 100 litros de leite por dia – e investiu em uma sala de ordenha canalizada, com resfriador.

 

              O segredo para o sucesso, de acordo com o agricultor, está não apenas em anotar todas as informações da propriedade em uma planilha, mas também buscar na redução de custos uma alternativa para a continuidade na atividade. Como exemplo ele cita a implantação de uma grande área de pastagens permanentes de Tífton, que garantem alimentação “com sobras” para o ano inteiro. “Isto reduz a necessidade de investimentos em silagem ou ração, que tornariam a produção invariavelmente mais cara”, comenta.

 

              Atento à importância da manutenção dos custos com a alimentação do rebanho, Silva passou a, ele mesmo, produzir as mudas para a eventual necessidade de implantar novas áreas com pastagens. “Como não tinha esse conhecimento, fui para a internet em busca de vídeos para aprender como fazer”, comenta o produtor autodidata. À busca por conhecimento soma-se a participação em cursos como o de Bovinocultura de Leite, oferecido pelo Centro de Treinamento de Agricultores de Teutônia (Certa) em parceria com a Emater/RS-Ascar, que lhe auxiliaram em temas como higiene na hora da ordenha e criação correta da terneira.

 

              Para o extensionista da Emater/RS-Ascar de Estrela, Tiago Conrad, a forma de trabalho adotada por Éder e por sua família – a esposa atua em uma indústria, mas deve retornar para a propriedade e o filho de 17 anos já lhe auxilia na rotina diária – é uma tendência para os próximos anos, especialmente em meio ao cenário de instabilidade vivido pelo setor. “Assim, é importante buscar formas de tornar a atividade mais barata e rentável, primando também pela qualidade do leite entregue, que sempre será melhor pago pela integradora”, salienta o extensionista.

 

              “Em Estrela, foram cerca de 80 famílias que abandonaram a atividade em 2017, o que reflete diretamente na arrecadação municipal”, observa o secretário de Agricultura de Estrela, José Adão Braun. Para o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, outros fatores como alteração do tipo de produção, idade e falta de mão de obra e de sucessão rural também contribuiriam para o cenário de incertezas. “Tudo isso resultou em um prejuízo de R$ 250 milhões no ano passado na região”, enfatiza Brandoli.

 

              Ainda assim, aliando esforço pessoal com políticas públicas bem aplicadas, Éder e a sua família seguem sonhando com dias melhores para os produtores de leite. “Hoje podemos dizer que estamos ‘empatando’, mas a intenção para o futuro é aumentar o rebanho e começar a colher os frutos dos investimentos”, afirma, projetando um plantel de cerca de 20 vacas em lactação com produção diária de 300 litros de leite. De acordo com Silva o receio é natural, já que tudo aumenta, de combustíveis à luz, passando pela carga tributária. “Ainda assim, acreditamos em um futuro melhor para o setor”, finaliza.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Emater/RS-Ascar - Regional de Lajeado

Jornalista Tiago Bald

voltar

Resultado da loteria

Extração nº 5257
Realizada em 10/02/2018
1º - 63928
2º - 60971
3º - 45048
4º - 41493
5º - 33090

Recados

02/02/2018 16:24:29
Vini Zanotto: vinizanottooficial@gmail.com
Ola sou Vini Zanotto músico de Caxias do Sul, RS, gostaria de saber como posso enviar meu material para entrar na programação da rádio, aguardo seu retorno grande abraço!!!

20/01/2018 09:40:11
claudio guntzel
Bom dia Claiton! Quero desejar um feliz sábado a todos os meus amigos do grupo Amor Perfeito e a vocês da radio para este maravilhoso programa,a resposta da charada a quinta esta chocando com a kátia

20/01/2018 09:19:58
L
Queremos mandar um abraço pra todos de Estrela, Poço das Antas e Sao Pedro da Serra que estarão amanhã na Posse do Padre Ademar Ströher em Triunfo. Queremos a música Valsa da Vovó Elfrida

30/12/2017 10:22:19
Elton buth
Bom dia Claiton, estou te ouvindo aqui em Seara sc. Avisa o pessoal aí que quinta ou sexta 04 ou 05 de Janeiro estaremos indo fazer uma visita pra vcs. Vamos nuns quatro ou cinco. eu Hilda, o Airton e a esposa dele e o Rogério. Abraços e feliz ano novo a todos.


2012 Rádio Tirol FM 87.5 Fone: (51) 3762-3035. Todos os direitos reservados.