Inter vence Gre-Nal por 2 a 0, mas quem avança à semifinal é o Grêmio
22/03/2018

Tricolor pega o Avenida para decidir quem chega à decisão do Gauchão

 

                   Se enganou quem esperava que o Gre-Nal desta quarta-feira não teria emoção no Beira-Rio após a goleada de 3 a 0 do Grêmio na Arena. Mesmo com um time tecnicamente inferior, o Inter fez um grande clássico e conseguiu vencer o rival. O resultado de 2 a 0, no entanto, não foi suficiente. É o Tricolor de Renato Portaluppi quem avança para a semifinal e segue na briga pelo título do Gauchão.

 

                   Se o resultado não foi suficiente para classificar, o Inter conseguiu dar uma resposta para sua torcida após duas derrotas para o Grêmio. D’Alessandro foi o grande nome do Gre-Nal do Beira-Rio com uma bela atuação e um golaço, o segundo colorado em uma bela cobrança de falta na etapa final. Nico López foi o responsável pelo primeiro, de pênalti.

 

                   Nesta quarta-feira, o Grêmio nem de longe foi aquele dos dois primeiros Gre-Nais da temporada. Mesmo assim, o Tricolor segue para a semifinal onde vai com amplo favoritismo enfrentar o Avenida. O primeiro confronto ocorre no próximo domingo, às 16h, em Santa Cruz do Sul.

 

O jogo

 

                   A goleada gremista no Gre-Nal da Arena claramente condicionou a postura dos dois times para o jogo desta noite no Beira-Rio. Mesmo precisando vencer por pelo menos três gols de diferença, o técnico Odair Hellmann promoveu a ida de Edenilson ao meio-campo com a entrada de Fabiano na lateral sem abrir mão de nenhum dos três volantes que atuaram no último domingo. O escolhido para ir para o banco foi o atacante Marcinho. Já o Grêmio, mesmo com uma equipe mais técnica, abriu mão de propor o jogo e tratou de tentar desacelerar o ritmo da partida desde os primeiros minutos.

 

                   O Gre-Nal foi de pouca emoção em sua primeira meia-hora. O Inter até tentou ter a iniciativa da partida, mas tinha dificuldade de criar pelo centro do campo com o trio Dourado, Gabriel Dias e Edenilson. A equipe conseguia fluir seu jogo apenas quando D’Alessandro saia do lado direito para aparecer por dentro. Mesmo assim, o Grêmio não correu riscos na primeira metade da etapa inicial.

 

                   Sem acelerar muito o jogo e apostando no toque de bola quando tinha a posse para deixar o tempo passar, o Grêmio conseguiu ter a primeira finalização do Gre-Nal. Aos 23 minutos, Jael conseguiu fazer o pivô sobre a marcação de Rodrigo Moledo e tocou para Luan dentro da área. O camisa 7 avançou e bateu cruzado para defesa de Marcelo Lomba.

 

                   O Inter seguia com dificuldade para criar em jogadas trabalhadas e conseguiu levar perigo em dois lances de insistência e força. A primeira chance veio com Nico López, que cruzou com desvio e quase enganou Marcelo Grohe. Na sequência, o time adiantou a marcação e Dourado roubou a bola de Luan na entrada da área gremista. Gabriel Dias aproveitou e arriscou o chute cruzado, mas mandou por cima.

 

                   Se a criação de jogadas era um problema, mais uma vez o Inter se aproveitou de uma bola parada. Aos 31, D’Alessandro bateu escanteio e Bressan puxou Rodrigo Moledo dentro da área. O árbitro Leandro Vuaden viu e marcou pênalti. Nico López pegou a bola e pediu para bater. A confiança do uruguaio se mostrou certa. Com calma, ele deslocou Marcelo Grohe e bateu no canto esquerdo para abrir o placar no Beira-Rio, 1 a 0.

 

                   O gol incendiou o Beira-Rio. A torcida que parecia pouco acreditar na virada se animou e passou a cantar mais alto. O Grêmio tentou reagir e teve duas faltas perigosas perto da área. Mas Ramiro e Luan acabaram parando na barreira.

 

                   Já no final do primeiro tempo, o Inter quase fez o segundo gol. E foi novamente em um lance de bola parada. D’Alessandro bateu uma falta da intermediária, Léo Moura cabeceou para trás e a bola passou raspando à trave direita de Grohe.

 

                   Na volta do intervalo, o Inter levou perigo antes do primeiro minuto. Após bola roubada no campo de ataque, Edenilson cruzou para área, onde Gabriel Dias apareceu para cabecear, mas Marcelo Grohe, bem colocado, fez a defesa.

 

                   Logo aos 3 minutos, o técnico Odair Hellmann fez a primeira mudança no Inter. E foi ofensiva. Ele sacou o lateral Fabiano e mandou a campo o jovem centroavante Brenner. Com isso, Edenilson foi deslocado para a lateral. Mas o foi o Grêmio quem levou perigo na sequência. Em falta batida por Luan, Bressan teve a chance de finalização, mas acabou travado por Lomba, que saiu de forma arrojada e evitou o gol.

 

                   O Gre-Nal esquentou ainda mais a partir dos 10 minutos. O Inter tentou exercer uma pressão na base de cruzamentos e disputar por primeira e segunda bola. Com o jogo mais físico, os atritos entre jogadores começaram a surgir. E chances de gol também. Aos 12, Nico López bateu cruzado e Grohe fez uma bela defesa. A bola ainda sobrou para Gabriel Dias, que bateu cruzado e quase marcou.

 

                   A pressão a pressão colorada seguiu com bolas cruzadas. Em um lance em que Iago mandou a bola para área ainda da intermediária, Kannemann cabeceou para trás e quase mandou contra. Logo depois, Patrick cruzou e Marcelo Grohe caiu na disputa com Brenner. D’Alessandro não gostou e tentou levantar o goleiro gremista, o que gerou uma troca de empurrões entre vários jogadores. Chamou atenção a atitude do árbitro Leandro Vuaden, que deu um puxão para tirar o camisa 10 do Inter da confusão.

 

                   D’Alessandro estava mesmo ligado no jogo. Se com sua vontade e entrega conseguia levar seus companheiros para tentar a improvável virada no placar agregado, o argentino conseguiu introduzir ao Gre-Nal também a sua diferença técnica com um golaço. Aos 19 minutos, o capitão colorado cobrou uma falta do lado direito com muita categoria e mandou no ângulo esquerdo de Marcelo Grohe para marcar o segundo gol colorado.

 

                   A essa altura, Renato Portaluppi já tinha tirado do banco Arthur. O volante entrou no lugar do centroavante Jael. Era a tentativa do treinador gremista de recuperar o controle do jogo no melhor momento do Inter no Gre-Nal.

 

                   Mas o Inter seguiu em cima. Aos 24, Gabriel Dias ganhou uma disputa com Arthur e cruzou fechado obrigando Marcelo Grohe a mandar a bola para escanteio. Foi então que Renato tentou ganhar velocidade no ataque e chamou Alisson para o lugar de Léo Moura. A alteração mudou o posicionamento de Ramiro, que foi para a lateral direita.

 

                   Precisando ainda de um gol para levar a decisão para os pênaltis, Odair Hellmann fez mais uma mudança ofensiva e sacou o volante Gabriel Dias para a entrada de Wellington Silva. A mudança, no entanto, abriu o meio-campo do Inter e o Grêmio começou a achar espaços para o contra-ataque.

 

                   O Tricolor, que ainda não tinha finalizado no segundo tempo, teve boa chance para descontar o placar aos 31. Em contra-ataque com superioridade numérica, Everton tocou para Luan, que entrou na área e chutou por cima do gol de Marcelo Lomba.

 

                   A partir daí, o Inter se jogou para o ataque, explorando bolas alçadas. O Grêmio se reencontrou na partida, fechando os espaços, melhorando o posicionamento e, ficando com a bola, trocando passes. Nas arquibancadas, ao final, aplausos dos dois lados: torcida gremista, pela vaga; colorados pela luta a entrega no clássico. 

 

Gauchão 2018 - Quartas de final 

 

Inter 2

Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta (Camilo) e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Wellington Silva), Edenilson, D'Alessandro e Patrick; Nico López. Técnico: Odair Hellmann.

 

Grêmio 0

Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Bressan, Kannemann, Cortez; Jailson, Cícero, Ramiro, Luan, Everton (Michel); Jael (Arthur). Técnico: Renato Portaluppi.

 

Gols: Nico López (I), de pênalti, aos 33min do primeiro tempo, D'Alessandro (I), aos 20min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Bressan, Cortez, Kannemann (G); Rodrigo Dourado, Nico López, Víctor Cuesta (I).

Público: 26.219.

Arbitragem: Leandro Vuaden, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Lúcio Flor.

Local: Beira-Rio. 

 

 

Fonte: Correio do Povo.

 Foto: Ricardo Giusti

voltar

Resultado da loteria

Extração nº 5276
Realizada em 18/04/2018
1º - 54227
2º - 02347
3º - 02735
4º - 70748
5º - 67528

Recados

01/04/2018 10:17:59
edy freisleben
me coloca na promoção imigrante 37540320

01/04/2018 10:15:20
Liane Amendt de westfalia
Quero participar do sorteio 37625441

01/04/2018 10:14:38
Taisson Clemente Horst de westfalia
Quero participar do sorteio 997594747

01/04/2018 10:13:02
Jéssica Tietz de westfalia
Quero participar do sorteio 997594747


2012 Rádio Tirol FM 87.5 Fone: (51) 3762-3035. Todos os direitos reservados.