Estado | Bloqueio de rodovias é sugerido
30/08/2017

Crise do setor leiteiro foi tema de debate na Expointer

 

                A crise do leite foi um dos principais assuntos da 40ª Expointer. Ontem, a maior feira do agronegócio da América Latina sediou debate sobre o tema promovido pela Assembleia Legislativa. Hoje, entidades ligadas ao setor realizam protesto no parque de exposições. Caso as importações não sejam reduzidas, a ameaça é de novas manifestações, inclusive com bloqueio de rodovias.

                A reunião de ontem foi promovida pelo Grupo de Trabalho criado pela Assembleia Legislativa para tratar exclusivamente sobre o problema das importações. Comandado pelo deputado Zé Nunes (PT), o encontro lotou o espaço destinado ao Legislativo gaúcho.

               Conforme o parlamentar, nesta semana, o governo do Estado deu um sinal de que começa a enfrentar o problema, com a publicação de decreto que suspende a redução dos índices de ICMS na importação do produto.


                “É uma situação que cresce a cada ano e não prejudica apenas o RS, pois 51% das importações entram pelo estado e sobem para o resto do país”, alerta. Lembra que no ano passado o volume importado do Uruguai superou as 50 mil toneladas, número acima da capacidade produtiva do país vizinho.Especialista em Cooperativismo, o professor Ernesto Krug apresentou um panorama sobre a entrada de leite importado, em especial do Uruguai, no mercado gaúcho. Segundo ele, o problema assola os produtores gaúchos desde a década de 1970, sem nunca ter sido enfrentado pelos governos.

                Presidente do IGL, Carlos Joel da Silva afirma que a suspensão dos decretos anunciada pelo governo do Estado alivia, mas não soluciona a crise do setor.

                Para ele, ou o governo federal cria um programa para regular o estoque do produto ou a cadeia quebrará por completo. “Precisamos sair do discurso e partir para a prática”, reforça.

                Segundo ele, as entidades representantes dos produtores deram um prazo de 15 dias para a União anunciar alguma decisão em proteção ao setor. Caso contrário, protestos serão organizados.

 

Reorganização da cadeia

                O deputado Edson Brum (PMDB) voltou a criticar a política estabelecida pelo atual governo. Segundo ele, interesses econômicos e ideológicos implodiram o trabalho que deu origem ao IGL e ao Fundoleite.

                “Tivemos um retrocesso que nos obriga a retomar esse trabalho, que foi realizado de forma plural e teve a aprovação de todos os deputados da Assembleia Legislativa”, aponta.

                Conforme Brum, outra ação equivocada do governo gaúcho é a política de incentivos fiscais para atrair empresas de fora.“Nós temos uma capacidade produtiva de 18 milhões de litros de leite por dia e produzimos 12 milhões. Não tem cabimento dar incentivo, pois quem sofre é o produtor”, ressalta.

 

Fechamento de fronteiras

                O deputado Elton Weber (PSB) foi ainda mais radical. Para ele, é preciso rever o posicionamento do país no próprio Mercosul. “Não temos que discutir cotas nesse momento, e sim proibir a entrada desse produto.”

                Caso nenhuma ação efetiva seja realizada, o deputado sugere protesto com o fechamento das estradas que fazem a ligação com a fronteira uruguaia. Lembra que movimentos semelhantes foram realizados com efetividade em relação a outras culturas, como arroz e vinho.

                Ao final do debate, os participantes produziram um documento que será encaminhado às autoridades e servirá como base para as reivindicações do setor.

                Entre as demandas, está a revogação completa dos decretos suspensos pelo governo gaúcho, a criação de cotas de importação com o Uruguai nos mesmos moldes do acordo firmado com a Argentina e o monitoramento das triangulações.

Para entender

1. A permissão de importações irrestritas de leite proveniente principalmente do Uruguai provocou uma crise sem precedentes no setor. No ano passado, decretos do governo do Estado agravaram o cenário por meio da redução do ICMS do produto importado.

2. Devido à crise no setor, mais de 2,5 mil famílias abandonaram a atividade no Vale do Taquari. O cenário representa um problema social, uma vez que 95% da produção é realizada por agricultores familiares. O Vale do Taquari produz 8% de todo o leite gaúcho.

3. Na segunda-feira, o governador José Ivo Sartori publicou decreto suspendendo a redução de ICMS para o produto importado. A medida foi comemorada pelo setor, mas é considerada insuficiente. Na esfera estadual, as entidades cobram a revogação completa dos incentivos, além da retomada das políticas de organização da cadeia.

 

 

Fonte: A Hora.

voltar

Resultado da loteria

Extração nº 5442
Realizada em 20/11/2019
1º - 037779
2º - 080993
3º - 024713
4º - 034130
5º - 007925

Recados

11/10/2019 15:34:09
Pedro
Toca CPM22

11/10/2019 08:54:29
Fabricia
Quero particia do sorteio dia das criana Caio Azevedo Valentina Amaral Cidade teutonia 986608267

11/10/2019 08:52:28
Fabricia
Quero participa do sorteio dia da criana valentina do Amaral Caio Azevedo

06/10/2019 15:42:53
Jane Paz de Andrade
Quero participar da promoao do dia das crianas nome dos meus bebes Vittor jr andrade da silva Tho vinicius Andrade da silva. 985271661


2012 Rádio Tirol FM 87.5 Fone: (51) 3762-3035. Todos os direitos reservados.